Banco Yamaha

Dúvidas

Perguntas frequentes

O que é?
Financiamento - operação com incidência de IOF (Imposto sobre Operações Financeiras), no qual a motocicleta é dada como garantia e fica em nome do comprador e alienado ao Banco Yamaha até o término do contrato. O Financiamento é a forma mais simples para a aquisição parcelada de uma motocicleta Yamaha.

Qual a documentação mínima necessária para solicitação de um Financiamento para Pessoa Física?
CPF, RG, Comprovante de renda e endereço

Como fazer um financiamento de moto com o Banco Yamaha?
Para você fazer um financiamento de sua nova motocicleta Yamaha , vá até uma Concessionária Yamaha* mais próxima, escolha o modelo de moto de sua preferência e solicite ao vendedor uma simulação de financiamento. Seu crédito será avaliado rapidamente e se aprovado, você pode fechar o negócio na hora!

(*) Disponível apenas em algumas regiões

Que impostos / tarifas incidem na operação?
O financiamento (CDC) é uma operação financeira, por isso está sujeito à tributação do IOF - Imposto sobre Operações Financeiras. O Banco recolhe o imposto no início do financiamento e o cliente paga junto com as parcelas do Financiamento.

Tarifa de Cadastro - Realização de pesquisa em serviços de proteção de crédito, base de dados e informações cadastrais, e tratamento de dados e informações necessárias ao início de relacionamento decorrente da contratação de operação de crédito, não podendo ser cobrada cumulativamente.

Ficará dispensado do pagamento da tarifa de cadastro para início de relacionamento nas operações de financiamento o cliente que fornecer à instituição financeira cópias autenticadas ou apresentar os originais dos documentos abaixo :

a) Documento de Identificação com foto;
b) CPF;
c) Comprovante de residência;
d) Comprovante de renda ou de patrimônio, sendo eles cópia do holerite ou da declaração anual de imposto de renda
e) Pesquisa em bancos de dados e de proteção ao crédito, a saber : SERASA Experian e Boavista;
f) Certidões de cartórios de protesto do local do domicílio do consumidor;
g) Certidão de regularidade do CPF do consumidor expedida pela Receita Federal do Brasil;

Registro de contrato: em cumprimento à Resolução nº 320/2009, do Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN), todos os contratos de financiamento CDC são registrados junto aos órgãos estaduais de trânsito, podendo essa despesa ser financiada juntamente com o bem, e paga nas parcelas mensais.

O cliente poderá, também, a seu critério, contratar diretamente o serviço de registro junto a entidades integradoras, que se encarregarão de enviar aos órgãos de trânsito os dados da operação de financiamento para registro, se disponível para seu Estado. Consulte www.cetip.com.br /CetipDireto para mais informações.

Posso fazer o refinanciamento do meu contrato de financiamento? Em quais situações? O refinanciamento é possível para atender uma necessidade financeira do cliente, reduzindo o valor da parcela e aumentando a quantidade de parcelas, pois o refinanciamento é calculado pela taxa do contrato.

Posso incluir alguns itens/produtos junto com o financiamento do automóvel?
Sim, desde que faturados juntamente com a motocicleta. Negocie diretamente no concessionário. Sujeito à aprovação do crédito

Como é efetuado o pagamento das parcelas do Financiamento?
O pagamento é efetuado por meio de carnê ou boleto bancário.

Como devo proceder caso não receba o boleto para pagamento da parcela ?
O carnê para pagamento do seu contrato será enviado diretamente para o endereço que você forneceu em seu cadastro. Caso o carnê não chegue em até 5 dias antes do vencimento da primeira parcela, acesse Emissão da 2ª via do boleto e imprima a via para pagamento ou contate o nosso Serviço de Atendimento ao Cliente.

Posso alterar a modalidade de pagamento de boleto para débito automático?
No momento esta alteração ainda não é possível.

Estando com uma ou mais prestações em atraso, o que devo fazer?
Você deve entrar em contato com nosso Serviço de Atendimento ao Cliente, cujo número encontra-se disponível na seção Contatos.

O que é?
Transferência do contrato de financiamento para um novo comprador da motocicleta (terceiro) nos casos onde houver venda da mesma.

Posso vender a motocicleta e transferir a dívida?
Sim, desde que o seu financiamento esteja em dia e o cadastro do novo cliente seja aprovado pelo Banco Yamaha. Para essa transação é cobrada uma taxa e a solicitação deve ser efetuada através do Serviço de Atendimento ao Cliente. Formulários:
- Check list de cessão de direitos
- Solicitação de cessão de direitos
- Ficha Cadastral

Posso substituir minha motocicleta no decorrer do contrato?
Sim, é possível substituir a motocicleta por outra da sua escolha, obedecida as normas vigentes para a operação. A substituição está sujeita a aprovação do Banco Yamaha, podendo ser exigida vistoria da nova motocicleta e o cliente deve estar em dia com o pagamento das parcelas. Para essa transação é cobrada uma taxa e a solicitação dever ser efetuada através do Serviço de Atendimento ao Cliente.

Formulários:
- Check List Substituição de Bem (Simples Troca ou Sinistro)
- Carta de solicitação de substituição de garantia

É possível antecipar ou liquidar parcelas?
Sim, o cliente pode liquidar ou antecipar as parcelas a qualquer momento, durante o período de vigência do contrato.

Como devo proceder para saber o saldo do meu contrato? Para obter essa e outras informações de seu contrato, entre em contato com nosso Serviço de Atendimento ao Cliente.

Como faço para receber o Termo de Liberação após o término do financiamento?
Após o pagamento da última parcela, não havendo nenhuma pendência em seu contrato, haverá liberação automática do gravame da motocicleta, que ocorrerá em até 30 dias.

O que fazer em caso de sinistro (roubo ou perda total) da motocicleta durante a vigência do contrato?
Em caso de roubo ou perda total da motocicleta, você pode quitar a dívida do contrato ou substituir a motocicleta sinistrada por outra.

Caso você opte por quitar a dívida, a seguradora quita a dívida junto ao Banco Yamaha e devolve ao cliente a diferença (se houver) entre o valor segurado e o saldo devedor quitado, conforme regras em vigor.

No caso de substituição, será necessária a apresentação de uma nova motocicleta. Neste caso, a seguradora paga ao cliente o valor total da indenização.

Você deve contatar o Serviço de Atendimento ao Cliente e informar os dados da seguradora e como você utilizará a indenização da motocicleta : para quitação do contrato ou para substituição da motocicleta, mantendo o atual contrato de financiamento.

Entrar em contato com a nossa Central de Relacionamento com o Cliente do Banco Yamaha para solicitar a Carta de Autorização para saída do país com a motocicleta.

Para este procedimento, será necessário apresentar cópia dos seguintes documentos:

- CNH condutor;
- DUT / CRV ou DUAL / CRLV (Documento do veículo);
- Se caso o condutor for um terceiro: Será necessário encaminhar a carta de autorização do financiado com reconhecimento de firma por semelhança.


Deverá comunicar o trajeto da viagem, para que país está se dirigindo, quando e o tempo que ficará fora.
Para a expedição da carta é necessário que o cliente esteja em dia com suas parcelas e apresente a apólice de seguro da motocicleta ou Carta Verde.

Para seguros nacionais: Deverá encaminhar a carta verde com cobertura para viagem.
Para seguros internacionais: Deverá encaminhar a apólice de seguro internacional.

O tempo para emissão desta autorização é de 10 dias. É cobrada uma taxa para este serviço.

O que é a carta verde?
É um seguro obrigatório para condutores de veículos terrestres registrados no país de origem que estejam em viagem internacional pelo MERCOSUL. Pode ser contratado com a seguradora pelo período de permanência do veículo no país de ingresso, com vigência máxima de um ano. Este seguro cobre eventos ocorridos exclusivamente em país terceiro do MERCOSUL. Países membros do MERCOSUL: Argentina, Brasil, Paraguai, Uruguai e Venezuela.

Ao mudar de endereço, o cliente deve emitir o documento do bem na UF atual. Abaixo, segue procedimentos:
- Check list - Alteração de UF e alteração de nome (inclusão ou retirada de sobrenome)
- Solicitação de alteração de UF
- Solicitação para alteração de nome

Preencha o formulário abaixo:
- Solicitação de cancelamento de contrato

Atendendo ao Art.14 da Resolução 4.571 do Banco Central do Brasil, o BYMD esclarece a seguir o funcionamento e os procedimentos relativos ao Sistema de Informações de Crédito do Banco Central (SCR).

O que é o SCR:

O Sistema de Informações de Crédito do Banco Central - SCR é um instrumento de registro e consulta de informações sobre as operações de crédito, avais e fianças prestados e limites de crédito concedidos por instituições financeiras a pessoas físicas e jurídicas no país. Foi criado pelo Conselho Monetário Nacional e é administrado pelo Banco Central do Brasil, a quem cumpre armazenar as informações encaminhadas e também disciplinar o processo de correção e atualização da base de dados pelas instituições financeiras participantes.

O SCR é o principal instrumento utilizado pela supervisão bancária para acompanhar as carteiras de crédito das instituições financeiras. Nesse sentido, desempenha papel importante na garantia da estabilidade do Sistema Financeiro Nacional e na prevenção de crises.

O SCR é alimentado mensalmente pelas instituições financeiras, mediante coleta de informações sobre as operações concedidas.

As instituições financeiras são responsáveis pelo encaminhamento sistemático de dados sobre as operações de crédito. Cumpre a elas também corrigir ou excluir as informações imprecisas. Eventuais questionamentos judiciais devem ser encaminhados diretamente à instituição financeira que informou os dados sobre a operação.

A base legal para o sistema coletar e compartilhar informações entre as instituições participantes do Sistema Financeiro Nacional e o respeito à privacidade do cliente quanto ao sigilo e à divulgação de informações obedecem às condições previstas na Lei Complementar 105/01 e na Resolução 3.658 de 17/12/2008.

Objetivos:

As instituições financeiras são agentes que, mediante autorização do Banco Central, captam recursos do público, principalmente sob a forma de depósitos. Também concedem empréstimos sob várias modalidades, além de aplicar em outros ativos, tais como títulos do tesouro nacional. No entanto, as instituições financeiras podem se tornar insolventes se acumularem créditos não honrados, isto é, se a clientela não conseguir pagar os valores que tomou emprestado. Daí a necessidade de o Banco Central, como órgão de regulação e supervisão do sistema financeiro, municiar-se de instrumentos de avaliação dos riscos envolvidos nas operações de crédito.

Para tanto, o SCR armazena dados sobre as operações contratadas por todas as instituições, de forma que o Banco Central possa adotar medidas preventivas com o objetivo de proteger os recursos que os cidadãos confiam às instituições integrantes do sistema.

Assim, o principal objetivo do SCR é o de reforçar os mecanismos de supervisão bancária, com aumento da eficácia de avaliação dos riscos inerentes à atividade.

Forma de consulta:

A forma mais fácil de acessar o SCR é por meio do Registrato ? Extrato do Registro de Informações no Banco Central http://www.bcb.gov.br/pt-br/#!/p/REGISTRATO

O Registrato é um sistema que fornece para o cidadão informações disponíveis em cadastros administrados pelo Banco Central do Brasil.

Procedimentos para ajustes de informações:

As informações remetidas para fins de registro no SCR são de exclusiva responsabilidade das instituições, inclusive no que diz respeito às inclusões, às correções, às exclusões, às marcações sub judice e ao registro de medidas judiciais e de manifestações de discordância apresentadas pelos contratantes. Assim, somente a instituição responsável pela inclusão da informação no SCR pode alterá-la ou excluí-la.

Se os seus dados estiverem errados, você deve, em primeiro lugar, solicitar a retificação à instituição responsável pela informação. Caso não haja entendimento entre as partes, você pode registrar reclamação na Central de Atendimento ao Público do Banco Central ou questionar, na esfera judicial, a instituição financeira responsável pelo lançamento considerado inexato.

Para registrar reclamação no Banco Central, acesse: http://www.bcb.gov.br/pre/portalCidadao/bcb/reclamacaoDenuncia.asp

Observação: Pode ocorrer ainda que a instituição financeira originalmente credora do cliente seja comprada por outra, ou ceda sua carteira de crédito para outra instituição. Em determinados casos de cessão, a nova instituição financeira, com a qual o cliente nunca assinou um contrato, passará a ser credora e informará operações do cliente ao SCR.


Maiores informações, consulte: http://www.bcb.gov.br/pre/bc_atende/port/scr.asp

AVISO DE FRAUDE

Através de denúncias recebidas em nosso SAC, a YAMAHA tomou conhecimento que, através de sites de compra especializado, classificados de jornais e telemarketing, estão sendo oferecidos produtos da nossa marca com valores muito inferiores aos de mercado.

Esses anúncios consistem na oferta de produtos por supostos funcionários da Yamaha que adquirem os produtos com descontos diretamente na fábrica ou por funcionários de supostas empresas parceiras da Yamaha, a fim de justificar os baixos valores anunciados.

Para dar maior realidade à fraude, esses criminosos falsificam notas fiscais com a logomarca da YAMAHA e/ou do nome de uma Concessionária Autorizada Yamaha, na tentativa de induzir a pessoa interessada na compra a acreditar tratar-se de operação legal.

Não obstante, a Yamaha informa que não efetua venda direta ao consumidor e que é vedado aos seus funcionários a aquisição de produtos para fins de comercialização a terceiros. Assim, toda a negociação, venda e entrega de nossos produtos 0km é realizada, exclusivamente, pela rede de concessionárias autorizadas.

Para evitar esse tipo de fraude, confirme a veracidade das informações apresentadas no anúncio visitando pessoalmente a concessionária antes de concretizar a compra, e principalmente, antes de efetuar qualquer pagamento.

A lista completa das concessionárias autorizadas da marca YAMAHA pode ser consultada no seguinte endereço eletrônico: www.yamaha-motor.com.br

Para mais informações, consulte o nosso SAC (Serviço de Atendimento ao Cliente) pelo telefone (11) 2431-6500, de segunda à sexta-feira, das 8h às 20h e sábado das 8h às 14h, ou por e-mail: sac@yamaha-motor.com.br - SAC Consórcio: 0800-774-3233 ou e-mail: sac.consorcio@yamaha-motor.com.br - SAC Banco: 0800-774-8283 ou e-mail: sac.banco@yamaha-motor.com.br - ou ainda o CAS - Atendimento aos portadores de deficiência auditiva ou de fala: 0800-774-1415

YAMAHA MOTOR DO BRASIL LTDA.
YAMAHA MOTOR DA AMAZÔNIA LTDA.
YAMAHA ADMINISTRADORA DE CONSÓRCIO LTDA.
BANCO YAMAHA MOTOR DO BRASIL S.A.
YAMAHA MOTOR DO BRASIL CORRETORA DE SEGUROS LTDA.

Contratação de consórcio X
Comunicado - 2ª via de boleto
Voltar ao topo
|